BONITO

Nome mais apropriado para esse lugar não há. Bonito é uma cidade repleta de rios com águas verde esmeralda e azul turquesa. São cachoeiras, grutas e cavernas recheadas de esculturas feita pela água ao longo dos séculos, fauna e flora atraentes. Bonito oferece ótimas opções para relaxar, mergulhar e viver um pouco desse paraíso.

ONDE ir

BONITO

  • Gruta do Lago Azul
  • Passeio de flutuação
  • Centrinho
  • Arvorismo
  • Rota das Cachoeiras
  • Praça da Liberdade

ONDE ficar

BONITO

  • Centrinho: se escolheu uma pousadinha do centrinho, tente escolher acomodações nos arredores da Av. Pilad Rebuá, também conhecida como Rua Principal. O trecho que fica entre a Praça Principal e a Rua Pedro Álvares Cabral é perfeito para quem está a pé. Ficar nessa região garante ao turista fazer muita coisa a pé e sem ficar refém de transporte
  • Antes de fazer a reserva, esteja consciente de que os preços de hotéis e pousadas não são baratos. As acomodações costumam ser simples e o custo-benefício depende muito da escolha. O valor da hospedagem também se reflete de acordo com a escolha.

O QUE fazer

BONITO

  • Gruta do Lago Azul: ela é conhecida mundialmente e já foi cenário de filmes e novelas. Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desde 1978. Ela abriga um lago com água cristalina, que quando recebe a luz do sol, se torna azul. A profundidade do lago é desconhecida. O máximo já alcançado por um mergulhador foi 87 metros.
  • Passeio de flutuação: é feito nos rios da região. Algumas propriedades particulares oferecem esse atrativo, que envolve geralmente uma pequena caminhada por trilhas antes da entrada na água.
  • Centrinho: o centro da cidade, que não tem mais de 20 mil habitantes, você pode conhecer a praça da Liberdade onde estão as esculturas de duas piraputangas, peixe da região. Além de passear pelas lojinhas, bares e restaurantes.
  • Arvorismo: aqui além de lindos cenários há uma abundância de ecoturismo. O arvorismo é o deslocamento entre as copas das árvores nativas por meio de travessias de tirolesa, cabos de aço, madeira, corda e bambu. A altura do circuito chega a 20 metros e os visitantes contam com toda a estrutura necessária para a atividade, como equipamentos individuais de proteção e auxílio de monitores.
  • Rota das cachoeiras: neste passeio, geralmente os turistas percorrem um caminho por áreas de mata, passando pelo leito, de riachos secos, pequenas grutas, passarelas e mirantes, parando sempre nas cachoeiras, de tamanhos e formas variadas, onde em verdadeiras piscinas naturais pode se banhar nas águas cristalinas dos rios.

NOSSAS dicas

BONITO

  • Respeite a natureza: sempre use equipamentos como roupa e bota de neoprene, colete salva-vidas. Respeite as indicações de idade mínima. E sempre que possível contrate um guia.
  • Alguns atrativos demandam um dia todo ou de 4 a 5 horas. Por isso, faça o roteiro previamente.
  • Passeios à cavalo e de bicicletas são super bem-vindos.
  • Nessas atrações tem ainda muito mais paisagens, passeios e coisas lindas para se ver em Bonito. Desde a culinária, até o artesanato. Sentar numa varanda e colocar o papo em dia, com uma taça de espumante, assistindo o pôr-do-sol.
  • Só não esqueça de colocar na mala muito repelente, protetor solar, roupas leves para o dia e um casaquinho pra noite.
  • E se puder e desejar, dê uma esticadinha até o Pantanal e aproveite mais um incrível cantinho do Brasilzão.
  • Carnaval, feriados, final de dezembro e os meses de janeiro, fevereiro e julho são épocas de alta temporada na cidade, então, tente escolher com bastante antecedência ou aproveite a baixa temporada.