FERNANDO DE NORONHA

É um pedacinho do paraíso na terra. O arquipélago de 21 ilhas é uma vibração única. As cores do mar, o verde preservado, as lindas praias e baías encantam todos que escolhem viver um pouco de Fernando de Noronha. A cada passeio uma surpresa. São 500 anos de história, com um patrimônio riquíssimos e antes de tudo, preservado. É um lugar digno de ser visitado uma vez na vida, mas por muitos dias.

ONDE ir

FERNANDO DE NORONHA

  • Mirante dos Golfinhos
  • Passeio de barco com entardecer
  • Trilha Leão
  • Trilha Golfinho
  • Trilha Atalaia
  • Caminhada histórica
  • Baía do Sancho
  • Baía dos Porcos
  • Ilhatur

ONDE ficar

FERNANDO DE NORONHA

  • Vila dos Remédios: A ilha não é extensa, mas não dá para circular só a pé. Nesse ponto, leva vantagem quem fica na Vila dos Remédios, em Floresta Nova ou no Sueste, por conseguir chegar caminhando até a praia. Para ter liberdade total, o ideal é alugar um buggy, mas é importante reservar com antecedência pois a demanda é grande e o combustível é racionado.
  • A Vila Floresta Nova fica na outra margem da BR, à altura da entrada da Vila dos Remédios. Já a Vila Floresta Velha se esconde numa parte mais alta do centro. Ficando em qualquer uma das ‘florestas’ você vai poder ir a pé ao centro.
  • Boldró: é uma das regiões mais tranquilas da ilha, sendo possível ir a pé tanto ao Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, para agendar os passeios, quanto ao Projeto Tamar. Aqui ainda tem um mercadinho para quem quer economizar (um pouco).
  • Colina e Vila do Trinta: ficam no meio caminho entre a Vila dos Remédios e o porto. De noite você encarar uma caminhadinha de dez minutos, mas a volta pode ser mais pesadinha, com uma nem tão leve subida.

O QUE fazer

FERNANDO DE NORONHA

  • Trilha do Leão é uma caminhada pesada pelas praias do lado do mar-de-fora. A caminhada começa na direção do mirante dos Abreus, depois pelo mangue, até chegar a Baía do Sueste, onde são alimentadas tartarugas marinhas e parada para banho e mergulho. A caminhada continua até o Mirante da Maré Gráfica, antigo medidor de maré e de onde se tem uma linda vista de toda a Baia do Sudeste. Depois a praia do Leão, uma das mais lindas.
  • Mirante dos golfinhos: normalmente a trilha começa no início da manhã, é nessa trilha que se vive o momento raiz, passando pela mata nativa de FN. O destino é um paredão de 60 metros de altura, onde o charme está em observar os golfinhos se exibindo.
  • Passeio até o Morro dois Irmãos: saindo do Porto de Santo Antônio passando pelas praias da Biboca, Cachorro e Conceição, onde há parada para banho de mar, mas o ponto alto está depois de 40 minutos de travessia. Quando se chega ao Morros dos Dois Irmãos de onde observa-se o pôr-do-sol.
  • Trilha da Atalaia e Caminhada histórica: começa na Vila dos Remédios, onde encontra-se boa parte do sítio histórico, o palácio São Miguel, a igreja de Nossa Senhora dos Remédios e o Forte. É aqui onde você encontra antigos casarios e o museu histórico, uma relíquia de FN. O passeio tem também uma caminhada passando por 3 praias: Cachorro, Meio e Conceição, com uma parada para um banho de mar.
  • Ilhatur: é um passeio de 8h que te leva a ter um panorama geral das principais praias, piscinas naturais e belos mirantes do arquipélago. Durante todo o trajeto o turista conhecerá um pouco da fauna e flora existente e fará várias paradas para tomar banho de mar. Vários meios de locomoção (como barco, 4 x 4 e a pé) através das caminhadas por trilhas e praias. O passeio termina com o pôr-do-sol no mirante do Boldró
  • Baía dos Porcos: foi considerada a praia mais bonitas do Brasil. A Baía dos Porcos é um pequeno tesouro. Ótima para snokel , é uma pequena praia com mar de tonalidade esverdeada esmeralda, que contrasta com o paredão de pedras ao seu redor.
  • Baía do Sancho: é um lugar de perder o folego. A vista de cima já te dá uma prévia do que será ao sair trilha. Ali você entende porque valeu a pena descer cada degrau. Para se chegar até lá é preciso passar por um centro de visitantes, onde fica uma loja, lanchonete e onde é feito o controle de acesso à praia, já que só é possível acessá-la em posse do ingresso do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha.

NOSSAS dicas

FERNANDO DE NORONHA

  • A viagem a Fernando de Noronha pode ser cara, ainda mais com a Taxa Ambiental. Mas não é nada disso que você vai lembrar ao voltar para casa.
  • Os valores são condizentes com todo o trabalho de preservação que existe no arquipélago. Então pague sem dó.
  • Desde o início de 2019 o uso, comercialização de plásticos (mesmo que descartáveis) foi proibido na ilha. A regra se aplica a todos os moradores e turistas. O primeiro descumprimento gera notificação e, a partir da segunda infração, multa que pode variar de ½ salário mínimo até 15 salários mínimos.
  • É hábito pegar carona na ilha. Aproveite quando tiver ou aparecer alguma.
  • A ilha é segura e não há indícios que isso mude.
  • A maioria das trilhas tem saída diária, depende muito do horário da maré baixa. Por isso a importância de contratar guia.
  • Leve na mala: tênis, chapéu, muito protetor solar e repelente e claro, roupa de banho.
  • Alguns passeios oferecem equipamento para mergulho, outros pedem que você leve seu snorquel e pé de pato. Se não, há aluguel na ilha.
  • Respeite a natureza. Esse lugar também é seu!