KRUGER PARK

Pensou em África do Sul, pensou em Safari Isso mesmo. O mais famoso Safari o Kruger Park é o melhor do mundo e fica a poucas horas de Joanesburgo. São quase dois milhões de hectares, onde vivem aproximadamente 147 espécies de mamíferos, mais de 500 espécies de pássaros, 114 de répteis, 34 de anfíbios, 49 de peixes e 227 de borboletas. Todos vivem livres e cercados por uma belíssima fauna.

ONDE ir

KRUGER PARK

  • A região é sub-tropical com verões quentes e chuvosos (de outubro a março) e inverno (entre abril e setembro) com temperatura agradável, dias mais quentes/secos e noites bastante frias.

ONDE ficar

KRUGER PARK

  • A estrutura do parque é imensa. Vai desde campings, piscinas, restaurantes a grandes hotéis e lodges cheios de luxo.
  • São dois os campis mais procurados: Mopani e Skukuza que oferecem – além das áreas de camping – bangalôs com cozinha e churrasqueira, em várias faixas de preço. Piscinas, restaurantes, postos de gasolina, lavanderias e lojinha onde se vende de tudo: carnes para churrasco, bebidas e suvenires da marca Kruger também estão disponíveis, como se fosse uma cidade.
  • Você também pode escolher uma hospedagem fora do parque. São guest houses/campings e hotéis que ficam nos arredores. O Phalaborwa é um exemplo, mas apenas um dos estabelecimentos disponíveis na região.
  • A principal razão para escolher hotéis fora do parque são os preços, que podem acabar saindo mais em conta. Tenha em mente, no entanto, que você terá que respeitar os horários de entrada e saída do parque.

AVISTANDO os animais

KRUGER PARK

  • O parque é imenso, o lado Sul é mais populoso, mas também com mais chances de encontrar milhares de outros turistas. Além de ter mais probabilidade de chuva.
  • A parte Norte é menos populosa, mas se der sorte você curte quase que um safari prive. Os animais só para você.
  • A melhor hora para observar os animais/fotografar é de manhã bem cedinho, logo que abrem os portões do parque ou à noite. Ao meio-dia vários animais encontram-se próximos às poças de água.

O QUE LEVAR na mala

KRUGER PARK

  • Roupas de cores neutras – na cor cáqui, de preferência – são essenciais para que o visitante não chame a atenção desnecessária dos animais durante atividades como uma caminhada matinal, por exemplo.
  • Tecidos nas cores claras – manga comprida e calças – também são importantes pois ajudam a proteger a pele das picadas de insetos.
  • Se você for ao Kruger em pleno inverno, não deixe de levar um casaco e roupas quentes, principalmente se a intenção é fazer algum passeio a noite ou de madrugada.
  • Use chapéu/boné e aplique bastante filtro solar.
  • A escolha dos sapatos é muito importante. Procure levar botinas, tênis pode molhar. O melhor, nesse caso, são calçados com material mais resistente.
  • Binóculos também são acessórios que ajudam muito durante os passeios.
  • Não esqueça do repelente de alta duração e máxima proteção.

FIQUE atento

KRUGER PARK

  • O Kruger é uma região de incidência de malária, os riscos de contrair a doença por lá são baixos, especialmente em temporadas de seca (quando a água é mais escassa). Mesmo assim, os cuidados não devem ser dispensados.
  • Leve a sério o uso de repelente.
  • Roupas de manga comprida e claras também são ótimas para fins de tarde, quando os insetos costumam dar o ar da graça, além disso, use e abuse de telas, mosquiteiros e repelentes de tomada.

PASSEIOS

KRUGER PARK

  • Se ao chegar em Joanesburgo você tem duas opções, alugar um carro e ir até o Kruger ou ir de transfer.
  • Se optar pelo carro você tem a possibilidade de fazer o passeio com o seu próprio veículo ou optar por Self drive, morning walk, night drive.
  • O self-drive te dá mais liberdade. Se dirigir por conta própria é você que escolhe as paradas e o tempo de observação.
  • A caminhada matinal dura mais ou menos quatro horas. Começa às 5h da manhã. Dois guias acompanham a expedição, armados para a segurança do grupo.
  • Já o night drive é feito em um ônibus de safári, equipado com refletores que iluminam bem a mata. Mas ver os desejados felinos é tarefa nada fácil, já que é o extinto quem comanda os passeios dos animais.
  • No site do Kruger é possível conferir todas as atividades oferecidas aos visitantes.

NOSSAS dicas

KRUGER PARK

  • São vários portões de entradasaída do Kruger Park, então fazer de Norte a Sul pode levar boas horas e mais de 500 quilômetros. A velocidade máxima é de 50 kmh.
  • Explore o parque, uma vez que os animais não estão em lugares pré-definidos, eles estão soltos, passeando no seu habitat natural.
  • Você é o intruso, então haja como se fosse visita e seja cuidadoso com a casa dos animais.
  • Não é preciso nenhum carro 4×4, apenas com ar condicionado. Você trafega por estradas em boas condições.
  • O mais divertido é ficar hospedado dentro do parque, pois assim o safári começa praticamente quando você coloca os pés nele. Para não perder tempo indo e voltando, a sugestão é reservar locais diferentes para cada noite.
  • Opte por Skukuza, Satara, Lower Sabier Rest Camp e se for voltar a Joanesburgo, saia pelo portão Sul.