PHNOM PENH

A capital do Camboja pode parecer um eloquente roteiro de viagem, mas longe do que imagina, o lugar é incrível e tem muito a oferecer aos turistas, que buscam em Phnom Penh muita cultura e tradição. Depois do império Khmer os franceses dominaram a área e construíram largas avenidas as margens do rio, com parques, restaurantes e bares. Dias de imersão e lindas paisagens esperam por você.

ONDE ir

PHNOM PENH

  • Royal Palace
  • Silver Pagoda
  • Museu nacional
  • Mercado Central
  • Night Market
  • Killing Fields of Choeung Ek
  • Central Market e Night Market

ONDE ficar

PHNOM PENH

  • Área SUL: BKK1 e Tonle Bassac tem bons hotéis, com opções mais novas e modernas.
  • Área NORTE, próxima ao Wat Phnom, é bem agitada durante o dia e mais sossegada à noite, mas de lá se chega rapidamente ao centro.
  • Área Central tem preços mais elevados, mas o maior custo benefício nesse caso. Para quem gosta de caminhar, no Centro você consegue fazer muita coisa a pé.

O QUE fazer

PHNOM PENH

  • Royal Palace: é uma das residências do Rei do Camboja e, quando ele está no Palácio, a bandeira real azul é hasteada. São quatro portões, o oeste era usado para a passagem de prisioneiros condenados à morte. Já o portão sul é o que dá acesso ao público para a Silver Pagoda.
  • Silver Pagoda: fica ao lado do Palácio Real, onde está o Emmerald Buddha, que na verdade é de cristal.
  • Museu nacional: é o maior museu histórico e arqueológico do país. A construção é no estilo Khmer e contem milhares de exposições divididas por época, desde a era pré-histórica, passando pelo pré-Angkor, Angkor e pós Angkor.
  • Monumento da Independência: é o ponto central da cidade. Ele representa a libertação do Camboja da colonização francesa e também serve de encontro para as atuais manifestações. O melhor é a noite quando fica todo iluminado.
  • Mercado Central: não tem nenhum tipo de gastronomia, mas muita variedade de souvenirs. A arquitetura do local é em estilo Art Deco da década de 30.
  • Killing Fields of Choeung Ek: esse é o museu que conta a história da dominação do império Khmer. Um tanto aterrorizante, mas histórico.
  • Night Market: é o mercado da gastronomia. Abre às 17h com boas e muitas opções de comida. Garantia de qualidade e muita coisa barata.

NOSSAS dicas

PHNOM PENH

  • Em Camboja vale a mesma regra dos templos em geral. Esteja vestido com roupas que cubram os joelhos e ombros. Não adianta usar um lenço, eles só deixam entrar com blusa de manga.
  • No Silver Pagoda os murais não estão bem preservados, mas lembram um pouco o Grand Palace, um dos templos mais famosos da Tailândia.
  • O Camboja se orgulha de uma dança típica, a Apsara and Traditional Khmer. O show acontece no Museu Nacional nas segundas, quartas e aos fins de semana.
  • A noite de Phnom Penh é alucinante. Cheio de bares descolados, música cambojana ao vivo, além de restaurantes tradicionais e uma boa comida de rua. São oferecidos drinks, cervejas e vai madrugada a dentro.
  • No verão o calor é absurdo. Por isso até os bares e cafés oferecem piscinas para se refrescar.
  • Aqui tem os famosos Tuk Tuk. São uma boa opção e barata de se locomover pela cidade.