RIO DE JANEIRO

A cidade maravilhosa conhecida no mundo todo é Rio de Janeiro. Se no exterior todos querem conhecer, imagina os brasileiros? São os amantes da cidade dos encantos mil. Ela tem de tudo o ano inteiro. O Rio deixou de ser só carnaval e invade os meses do ano com bons motivos para ir e ficar por lá.

A cidade maravilhosa conhecida no mundo todo é Rio de Janeiro. Se no exterior todos querem conhecer, imagina os brasileiros? São os amantes da cidade dos encantos mil. Ela tem de tudo o ano inteiro. O Rio deixou de ser só carnaval e invade os meses do ano com bons motivos para ir e ficar por lá.

ONDE ir

RIO DE JANEIRO

  • Arcos da Lapa
  • Catedral
  • Pão de Açucar
  • Cristo Redentor
  • Parque Lage
  • Jardim Botânico
  • Museu do amanhã
  • Forte de Copacabana
  • Bondinho de Santa Tereza
  • Estádio do Maracanã
  • Escolas de samba
  • Museus
  • Ilha Fiscal

ONDE ficar

RIO DE JANEIRO

  • Centro do Rio: o Rio de Janeiro é uma cidade gigante, então escolha a sua hospedagem de acordo com a sua programação. Se for a negócios, o indicado é ficar bem localizado. No centro são fartas as opções de hotéis e transporte. Além disso, o centro fica próximo do Aeroporto Santos Dumont e ainda oferece hotéis econômicos. O ponto negativo é que as ruas do centro costumam ficar vazias à noite, mas ainda sim tem o Amarelinho na esquina do Teatro Municipal a um pulinho da Lapa.
  • Copacabana: é um dos bairros mais famosos da cidade. Um símbolo da hotelaria é o renomado Copacabana Palace, mas há ainda opções mais econômicas e funcionais para curtir a cidade toda.
  • Lapa: a maioria dos hostel ficam na Lapa. Que tem como vantagem os preços, os pontos turísticos e também pelo simples fato de estar no meio de tudo.
  • Santa Teresa|Catete|Botafogo são bairros perto do centro e com seu charme à parte. Possuem pousadas aconchegantes e muitos deles novinhos.
  • Ipanema|Leblon: são bairros nobres. Para quem busca ambiente refinado e proximidade da praia eis a escolha. Há abundância de restaurantes e bares. O ponto negativo é que está longe do centro, por ser uma área mais nobre, os valores das diárias são mais caros.
  • Barra da Tijuca: fica distante do centro, porém o metrô leva para todos os cantos da cidade. A Barra é extensa, tem bons shoppings e praias geralmente mais tranquilas do que na Zona Sul. Nessa região, você pode até encontrar valor melhores de hospedagem.

O QUE fazer

RIO DE JANEIRO

  • Cristo Redentor: ao alto do corcovado, com seus 38 metros de altura, o Cristo Redentor é um cartão postal do Rio. A vista é lindíssima, mas só se o tempo permitir. Com nevoa ou neblina você ficará a mercê. Não enxergara nem mesmo o topo da estátua
  • Bondinho de Santa Teresa: passar sobre os Arcos da Lapa é por si só um espetáculo à parte, mas o Bondinho de Santa Teresa reserva ainda mais encantos. Subir até o bairro boêmio e comer nos seus pequenos restaurantes, depois caminhar pelas ruínas é sim a forma mais simples, deliciosa e gratuita de curtir o Rio.
  • Jardim Botânico: aos pés do Corcovado, o Jardim Botânico é uma das atrações mais bem quistas do Rio. É uma paz passear pelo meio de lindas palmeiras imperiais e poder admirar as vitórias-régias nadando pelo lago.
  • Forte de Copacabana: depois de passear pela orla da princesinha do mar, tome um suco com a vista para a orla de Copacabana. Você vai encontrar lá a tradicional Confeitaria Colombo que fica no Centro, já patrimônio histórico e funciona desde 1894.
  • Parque Lage: quase ao lado do Jardim Botânico, o Parque Lage ostenta uma linda construção que se tornou patrimônio tombado pelo IPHAN. É rico em história e beleza natural. Um casarão do século 16 que já foi de grandes milionários, agora é aberto ao público com entrada gratuita.
  • Arcos da Lapa: o famoso cartão postal do Rio e Janeiro, os Arcos da Lapa fazem parte da história da cidade do período colonial. Antigo Aqueduto Carioca, agora é a porta de entrada do bairro mais festeiro do Rio, o bairro da Lapa.
  • Bondinho Pão de Açúcar: sai da praia da Urca, sobre o morro que leva o mesmo nome e na segunda parada ao morro Pão de Açúcar. O fim de tarde quando o sol beija o mar de Botafogo é de tirar o fôlego e tem a mais incrível vista do Rio.
  • Ilha Fiscal: cenário do “Último Baile do Império”, que aconteceu dias antes da Proclamação da República, é um lugar lindíssimo que se tornou um elo entre o presente e o passado. Só se chega de barco ao lugar e para fazer o trajeto procure o portão de embarque da marinha, próximo a Pira Olímpica.
  • Museus: o Rio de Janeiro ostenta mais de 40 museus que contam a história do Brasil é preciso citar o Museu Histórico Nacional, Gabinete Português, Palácio do Catete, Museu Nacional de Belas Artes e Casa Museu Rui Barbosa. Mas fica a critério do turista. Há um leque de opções maravilhosas pra ver, viver e aprender a nossa história.
  • Escolas de Samba: a cidade é conhecida como a capital do samba. O ritmo é mesmo brasileiro e os desfiles passaram de meras brincadeiras em 1984 a um momento cultural e turístico para o Rio. Hoje são incontáveis o número de agremiações que fazem da vida da comunidade o carnaval. Durante o ano, a partir de julho, os cariocas recebem turistas e componentes para feijoadas e festas temáticas para arrecadar verbas para o carnaval.
  • Museu do Amanhã: dos infinitos museus no Rio de Janeiro, o Museu do Amanhã é um divisor de águas que traz modernidade, interatividade e cultura num só lugar. Na antiga zona portuária, que totalmente reformulada, a fachada do Museu por si só já é uma atração à parte.

NOSSAS dicas

RIO DE JANEIRO

  • O pôr-do-sol tem endereço certo no Rio de Janeiro. Na pedra do arpoador ou na mureta da Urca.
  • Para quem quer aproveitar rodas de samba legitimas cariocas vai ter que percorrer alguma comunidade. Ou passear pela Lapa, ali pertinho da colorida escadaria Selaron.
  • Na Lapa tudo é bacana, mas não deixe de visitar a Fundição Progresso e os shows do Circo Voador. Dançar samba no Rio Scenarium ou ir ao Lapa 40º. O Carioca da Gema é um botequim gostoso pra uma cerveja gelada. Uma boa opção é o Trapiche Gamboa, com muita gafieira, considerado a casa do samba. Muita gente também frequenta o Amarelinho, um bar na Cinelândia, o Arco do Teles e a Rua do Ouvidor — duas boas opções para um happy hour. O tradicional Manoel Joaquim você encontra por todos os cantos da cidade.
  • O Rio é um mundo a descobrir. São tantas atrações, tana coisa pra explorar. Se aventure, deguste dessa cidade que é pura inebriante.
  • A violência no Rio é bastante concentrada. Mesmo que não vá para lugares críticos e periféricos, cuide ao andar com pertences valiosos. É comum furtos e de carteira, bolsa, equipamentos fotográficos e celular enquanto os turistas passeiam pelos pontos turísticos. Assaltos tem diminuído, mas não são incomuns.